• 54 | 99972-0011
  • contato@canildonode.com.br

Artigos Canil Don Odé

Calos de apoio: como prevenir e cuidar!

 Calos ou Escaras de Decúbito são lesões na pele que geralmente afetam animais de médio e grande porte, causados pelo atrito da pele com a superfície dura.  As zonas mais propícias a este tipo de ferida são as saliências ósseas do corpo, especialmente nas regiões do quadril, ombros, cotovelos, joelhos e osso zigomático (face). Os principais fatores são o piso e o peso do animal, e os calos ainda podem evoluir e gerar complicações.


   O piso

Quanto mais rugoso o piso, maior a fricção deste com a pele ao levantar-se ou deitar-se, o que leva à perda de pelo ou até destruição dos folículos pilosos nas regiões já citadas, pois para compensar o impacto e a falta de gordura, a pele começa a se espessar nas regiões de contato.

O piso do canil para cães adultos deve ser macio, de preferência de cimento queimado ou piso antiderrapante (cerâmica ou borracha). Para filhotes, o cimento queimado é desaconselhado por questões de aprumo.

A área na qual animais com essa tendência dormem deve ser forrada com colchonete, camas suspensas ou camas tradicionais para pets.

O peso

Outro ponto importante é o peso do animal, os calos ocorrem naturalmente em raças gigantes, como Fila Brasileiro, Mastin Napolitano e Mastif, de grande e médio porte como Labrador, Boxer, Pointer e Bull Terrier e até nos de pequeno porte como o Pinscher e Fox Paulistinha.

Vale a pena ressaltar que em cadelas gestantes e lactantes a incidência de calos ou escaras aumenta, pois estas passam muito tempo em decúbito. Quando o animal se deita ou levanta, seu peso faz com que as pontas dos ossos se atritem com o solo.

Orientação veterinária

Se não houver ferida no local, a pele do calo deve ser hidratada diariamente com substâncias emolientes, oleosas ou cremosas específicas para calos. Existem produtos veterinários específicos para este tratamento à base de lanolina, ureia, silicone, óleo mineral, cera de abelha, vaselina entre outros componentes.

Estes compostos tratam os calos prevenindo complicações como a piodermite (inflamação do calo), a fibrose (degeneração e aumento do calo), miíases e bernes. Após a aplicação do produto nas calosidades, distraia seu animal, brincando ou passeando com ele e evitando que o produto seja removido por suas lambidas. Caso haja ferida, com rachaduras, sangue ou pus, pois em alguns casos a pele pode ressecar a tal ponto que rache e inflame bastante, o animal deve ser encaminhado ao médico veterinário para correta aplicação de anti-inflamatórios e/ou antibióticos.

Fontes: Sites- ANDA e  LOLIPET