Socialização

Cães selvagens crescem em bandos e são socializados quase desde o nascimento. Um cão se socializa interagindo com outros cães e aprendendo os sinais verbais e a linguagem corporal.

Os cães domesticados também começam a socialização quando entram para uma família humana. Neste período inicial as habilidades sociais são impressas neles e sua interação com outros cães e humanos é, com sorte, positiva.

A socialização  não é só acostumar o cãozinho aos estímulos, mas fazer com que ele os aprecie. Por exemplo, passar uma tarde no parque brincando com outros cães e pessoas, acostumar-se com ônibus, motos, bebês, outros cães, e todos os tipos de humanos.

A socialização serve também para aqueles cães considerados “antissociais”. Eles ganham este rótulo de antissociais, teimosos e mal-educados; no entanto, a agressão e a desconfiança desses pets ocorre na maioria das vezes em função da falta de entrosamento e contato com outras pessoas e seres da espécie quando ainda filhotes, causando neles a impressão de que qualquer tipo de aproximação por parte de um estranho é um sinal de grande perigo (que deve ser combatido com muitos latidos e até mordidas).

A socialização de um cão é um passo extremamente importante para que ele se torne pacífico e comportado diante de visitas e outros animais. É essencial que cães passem por um processo de socialização e interação, entrando em contato com ambientes externos ao de sua residência. Isso envolve a sua convivência em sociedade, como se fossem as nossas saídas habituais.

Consulte nosso profissional e agende a avaliação de seu cão para que possamos identificar a melhor maneira de socializar o seu amigo pet.